domingo, 19 de setembro de 2010


E eu me agarro às esperanças
Com medo de cair do alto,
Onde meus sonhos me levaram
De tão grandes que são
Sinto-me só... Penso em desistir
Mas sei que não posso fraquejar.
Mesmo sabendo que às vezes ninguém pode me ajudar.
Sumiram será?
Talvez apareçam se eu os chamar...
Mas o medo do alto está dentro de mim.
E o pior, eu não consigo tirá-lo,
Não sei se posso ter me acostumado.
Onde estou? Estou só?
Não vejo as pessoas ao meu lado.
São muito ligeiras, muito passageiras.
Lá embaixo é tão distante... Seria a realidade?
Só em imaginar, surge uma dor
Mas nisso eu não posso acreditar.
Por que se eu perder as esperanças... Em que eu vou me segurar?

Um comentário:

  1. Não tenha medo de cair.
    Você vai aprender a entender que já sabe voar.

    ResponderExcluir